CCB Hinos - Topicos de ensinamentos 1992 57 Assembleia

CCB Hinos - Congregação Cristã no Brasil

Quero Gravar Meu CD (dom da música)
Enviar Hinos, Tocatas e Fotos
Notícias e Artigos da Congregação
Coloque em seu site gratuítamente

O melhor site da CCB, milhares de CDS.
Mais rápido, mais seguro com mais hinos

Portal CCB Hinos Congregação



Abaixo a lista de ensinamentos da CCB Congregação Cristã no Brasil




Tópicos de ensinamentos 1992 - 57 - Assembléia



CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL

TÓPICOS DE ENSINAMENTOS

57ª ASSEMBLÉIA - 1992

57ª ASSEMBLÉIA – 1992 – RESUMO DE ENSINAMENTOS

SÃO PAULO – 13 A 17 DE ABRIL DE 1992

EM NOME DO SENHOR JESUS INICIARAM-SE ESTAS REUNIÕES COM ORAÇÃO

Atenção: Os tópicos assinalados (*) são os que devem ser lidos perante a irmandade. Os demais, são só para o ministério.

1 - APRESENTAÇÃO DE NOVOS OBREIROS

Doravante não será mais orado em são Paulo para novos obreiros de todo o Brasil, a não ser em casos excepcionais. Para as necessidades de são Paulo ora-se em outro dia e não nos dias de Assembléia.

Por ocasião das Assembléias Gerais Anuais de cada região, as quais são atendidas por dois ou três dos servos mais antigos de São Paulo, serão bem consideradas e analisadas, junto ao ministério lo­cal, as necessidades de novos obreiros e ali mesmo, serão apresentadas a Deus em oração para pedir confirmação. Depois de confirmados, serão trazidos os nomes para o ministério em são Paulo, a fim de serem marcadas as ordenações.

2 - REUNIÕES PARA JOVENS E MENORES SOMENTE AOS DOMINGOS

As reuniões para jovens e menores devem ser sempre realizadas aos domingos (pela manhã ou à tarde), e não em outros dias da semana.

3 - SERVOS NOVOS NO MINISTÉRIO NÃO DEVEM ATENDER REUNIÕES REGIONAIS.

Os servos mais novos ainda não têm a experiência necessária para esse atendimento. As reuniões regionais devem ser atendidas pelos Anciães mais antigos, que deverão levar consigo servos mais novos do que eles, para que ­possam ir adquirindo a necessária experiência.

* 4 - AIDS - EXAME PRÉ-NUPCIAL

Os jovens devem ser aconselhados, nas reuniões para a mocidade, sobre a conveniência de se submeterem a exame pré-nupcial, principalmente para prevenir-se contra os riscos de contaminação da AIDS, pois trata-se de uma enfermidade gravíssima, que pode ser contraída até mesmo acidentalmente, como, por exemplo, através de uma transfusão de sangue.

5 - BATISMO PARA ENFERMOS - ORAR, PARA CONFIRMAÇÃO, OU NÃO? - BATIZAR SOMENTE O ENFERMO

Se a enfermidade não é grave e o enfermo tem condições de espe­rar o batismo, ora-se para pedir a confirmação para um batismo, na congregação. Se a pessoa que pediu o batismo está em estado grave, deverá ser batizada imediatamente, não sendo necessário orar-se para pedir confirmação, pois o doente pediu o batismo e sobre ele recai a responsabilidade. O Ancião que for chamado deverá considerar a urgência de cada caso. Se o batismo do enfermo for em um rio ou córrego, pode-se batizar, também, pessoas sãs. Mas se for em tanque e se trata de enfermidade contagiosa, batiza-se só o enfermo. Os ou­tros ficam para um batismo de rotina.

­

- 6 - NÃO APRESENTAR IRMÃO DESQUITADO OU DIVORCIADO PARA CARGOS MINISTERIAIS

Irmão desquitado ou divorciado não deve ser apresentado para o ministério de Ancião, Diácono, Cooperador do Ofício Ministerial ou Cooperador de 'ovens e Menores, nem irmãs para a Obra da Piedade, mesmo que o desquite ou divórcio tenha ocorrido antes de ele ter sido chamado para a Graça. Quanto a cargos na Administração, não há im­pedimento.

* 7 - VELÓRIOS EM RESIDÊNCIAS - CONSIDERAÇÕÉS QUANTO A ORAR EM PÉ OU AJOE­LHADOS

Em velórios públicos não se deve ajoelhar, em obediência às determinações sanitárias. Quando o velório é feito na residência, não há inconveniente em se fazer a oração ajoelhados, desde que haja es­paço suficiente para isso. Se não houver espaço, o servo que esti­ver atendendo explicará à.irmandade presente a impossibilidade de se ajoelhar, todos ficarão em comunhão e a oração será feita em pé, com os olhos fechados.

8 - TANQUES DE BATISMO NOS MUNICÍPIOS

Municípios afastados ou muito populosos deverão ter tanque de batismo. Quando o município estiver próximo a outro, que já tem tanque de batismo, não há necessidade de haver tanque.

* 9 - PROTESTO OU INVASÃO DE TERRAS, QUER NA AREA URBANA, COMO NA RURAL - A IRMANDADE NÃO SE DEVE ENVOLVER NISSO

A irmandade não se deve envolver em movimentos de protestos ou invasão de terras, quer na área urbana, pretendendo a posse de imóveis nas cidades, quer na área rural, invadindo glebas de terras.

* 10 - CASAMENTOS - ORAÇÃO - ONDE DEVE SER FEITA

Os servos primitivos sempre fizeram a oração no lugar onde os noivos se casavam e os convidados se reuniam para comemorar, em casa ou no salão. E assim deve continuar. Se o casamento for celebrado em um cartório, ora-se depois no local para onde os noivos e con­vidados se dirigirem para celebrar, seja em casa ou no salão. Deve­-se ensinar a irmandade a se guardar da vaidade e das apresentações mundanas quanto aos trajes e ao porte, nas festas de casamento. As irmãs deverão levar seus véus em suas bolsas. Ora-se de joelhos.

11 - ENSAIO MUSICAL FILMADO

Em uma congregação houve um irmão que filmou todo o ensaio. Não devemos permitir isso. É preciso que todos tomem conhecimento, para que isto não se repita mais, em lugar algum.

.

12 - BEBIDAS

A Palavra de Deus nos ensina a moderação. Em festas de casamento, muitas vezes, há bebidas de alto teor alcoólico. Para o po­vo de Deus convém sempre a moderação, em tudo, a fim de não sermos reprovados.

* 13 - PROFECIAS

Pareceu bem ao Ministério pôr a irmandade a par da grave situação ocasionada pela correria do povo atrás de profecias, revelações, orações exageradas e pelo espírito de imitação dos verdadeiros dons, espírito esse que se espalhou por toda a parte.

Muitos buscam profecias para ter resposta sobre casamentos, negócios e tantos outros assuntos, com orações que se prolongam pela madrugada. A Palavra pregada nas congregações vem sendo posta em segundo lugar. Muitos dão mais valor à profecia do que à própria Palavra. E está escrito: "ENGRANDECESTE A TUA PALAVRA ACIMA DE TODO O TEU NOME" (Salmo 138, verso 2).

Outros são enganados por falsas profecias e têm sofrido transtornos materiais e espirituais. Muita coisa estranha tem surgido, provocando estragos irreparáveis.

Entrou a desordem nesse setor. Todos temos que parar e refletir sobre esta advertência, para beneficio da Obra, mantendo, acima de tudo, a unidade de espírito.

Exortamos a irmandade a voltar à simplicidade que sempre tivemos desde o principio, de buscar a Santa Palavra para saber a vontade do Senhor, terminando com correrias à procura de outras respostas.

Aconselhamos a irmandade a ir para casa, após terminado o culto, meditando na Palavra. Não se reunam para orar procurando orientação por profecias e revelações.

Os prudentes aceitarão estes conselhos e obedecerão. Os demais levarão a responsabilidade pelos prejuízos e desunião que vêm ocorrendo.

14 - BATISMO PARA AMASIADOS - CONSIDERAÇÕES

Casos insolúveis, como por exemplo quando o cônjuge está desaparecido, ou o casal não tem recursos nem para se alimentar, ou estão unidos há longos anos e um deles não concorda em casar, traz-se à reunião e age-se conforme a deliberação.

Casos normais deve-se aconselhar a se divorciarem e casarem pa­ra depois se batizarem.

* 15 - A IMAGEM DA BESTA QUE FALA NÃO É A TELEVISÃO

No livro de Apocalipse, capitulo 13, verso 15, está escrito que foi concedido à besta que subiu da terra, que desse espírito à ima­gem da besta que subiu do mar, para que ela falasse. Essa imagem não é a televisão, como alguns, por equivoco, pensaram.

16 - TRAJES PARA AS IRMÃS ENTRAREM NAS ÁGUAS DO BATISMO.

Macacões apropriados, de cor escura, são usados para as irmãs entrarem nas águas do Batismo. E sobre esses macacões são sobre­postos aventais ou saias rodadas. Se, em determinadas localidades forem usados paletós para cobrir os macacões, tais paletós devem ser suficientemente longos para chegar até os joelhos.

17 - COOPERADOR DE JOVENS E MENORES, ENCARREGADOS REGIONAIS, ENCARREGADOS LOCAIS E PORTEIROS, NÃO DEVEM PARTICIPAR DAS REUNIÕES MINISTERIAIS REGIONAIS.

Cooperador de Jovens e Menores, encarregados regionais, encarregados locais e irmãos porteiros não devem participar de reuniões ministeriais regionais. Excetuam-se aquelas reuniões em que são tratados apenas assuntos locais, da própria congregação, de ordem material.

Participam das reuniões ministeriais regionais os membros titu­lares e os vices da Administração da localidade onde é realizada a reunião, em face do que dispõe o Art. 220 do nosso Estatuto.

18 - IRMÃOS ANCIÃES QUE PERMANECEM NO TANQUE DE BATISMO INSISTINDO PARA SE BATIZAREM E BATIZAM UMAS POUCAS ALMAS

Quem chama as almas é Deus e não a nossa insistência. Deixemos as almas livres. Não nos tornemos responsáveis por alma alguma.

O Diácono que ajuda no Batismo não deve ajudar a imergir as pessoas, mas só ajudar para retirá-las das águas.

19 - BATISMO DE JOÃO

João batizava para o arrependimento, dizendo que após ele viria o que batizaria com o Espírito Santo e com fogo. E terminou a sua missão. Não devemos dizer ou pregar que o batismo feito nas seitas e crenças seja o batismo de João. O batismo de João terminou com a vinda do Senhor Jesus.

20 - SOBRE O SÁBADO

Jesus Cristo é o Dia de Deus (S. João, cap. 11, vs. 9 e 10). Ele é o Sábado de Deus, é o nosso Sábado. Nosso repouso é Cristo e não o sábado. Sendo Cristo o Senhor do sábado, nós guardamos a Cristo.

O sábado era guardado na lei. Nós estamos na Graça e temos que guardar o que foi estabelecido pelo Espírito Santo na Assembléia de Jerusalém (Atos, cap. 15, vs. 20, 28 e 29; cap. 21, v. 25 e Gálatas, cap. 4, vs. 10 e 11).

Para a Igreja de Cristo há um dia a observar e esse Dia é o Se­nhor Jesus. Resta um repouso para o povo de Deus: a vinda do Senhor Jesus, quando iremos descansar (Hebreus, cap. 4, vs. 3 a 9, e cap. 7, v. 12).

* 21 - VENDA DE BÍBLIAS, HINÁRIOS E VÉUS NAS CONGREGAÇÕES

A Congregação é livre para vender Bíblias, Hinários e véus, fornecidos pela coordenadora Brás-São Paulo - sem lucro. ­

Os demais artigos a irmandade deverá adquirir fora da Congregação. É proibido irmãos e irmãs venderem véus e outros artigos nas dependências da cassa de oração. "Minha casa será chamada Casa de Oração" (S. Mateus, cap. 21, v. 13) "para todos os povos" '(Isaias, cap. 56, v. 7).

Os moradores das casas de oração não podem exercer nenhuma ati­vidade de comércio ou de indústria no recinto da congregação.

22 - ASSUNTOS DE CUNHO ADMINISTRATIVO E PATRIMONIAL - COMUNICADO

Comunicamos o seguinte: "Dando-se cumprimento ao que estabelece o Artigo 22º do Estatuto, delibera-se que, todos os assuntos de cunho administrativo e patrimonial devem ser examinados em reunião conjunta do Ministério Espiritual e Administração, para a deliberação correspondente".

23 - CONTRIBUIÇÃO CONFEDERATIVA

A orientação é de que qualquer Notificação para pagamento, deverá ser remetida para a Administração/Brás, em são Paulo.

24 - TÍTULOS ENVIADOS A CARTÓRIO - COMPRAS A PRAZO - CHEQUES SEM FUNDO

A Congregação não deve, sob pretexto algum, fazer compras a prazo, para evitar correr o risco de ter algum título enviado a cartório. Pelo passado, isso jamais aconteceu. A Congregacão não dispõe de uma organização contábil centralizada, apta a controlar um grande movimento, como se fosse uma empresa; assim, o melhor é não se fazer compras a prazo, não assumindo compromissos maiores do que as possibilidades da Congregacão.

Se algum titulo da Congregação chegar a ser protestado, os responsáveis serão chamados para esclarecer o ocorrido e, se houver culpados, estes perderão o ministério ou o cargo que ocuparem na Obra de Deus.

Cheques sem fundo: tem que haver um rigoroso controle sobre emissão de cheques. Os que emitirem cheques sem a suficiente provisão de fundos, serão chamados para esclarecer o ocorrido. Se não capazes, serão substituídos.

MS/VA/DP

TÓPICOS DO MINISTÉRIO DA OBRA DA PIEDADE

1 - REUNIAO DE ENSINAMENTO.

O irmão diácono que presidir a reunião deverá ter a Guia de Deus pa­ra apresentar os ensinamentos necessários, sem repetir a Palavra que foi pregada, todavia, sem sair fora dela. Outros que porventura sentirem de falar alguma coisa, também deverão ter cuidado para não desfazer os ensinamentos dados, não repetir o que já foi falado, como, também, não se levantar apenas para contar testemunhos. Se for necessário fazer alguma correção no ensinamento apresentado, deverá ter a prudência de tratar o assunto em separado, na própria reunião.

2 - REUNIÃO DE ATENDIMENTO

A-Os irmãos diáconos devem ter conhecimento da situação dos necessita­dos, a fim de não ser apresentado caso na reunião sem certeza do que está acontecendo, assim como também as irmãs do Ministério da Obra da Piedade, não devem apresentar caso na reunião, sem antes terem falado com o irmão diácono da localidade.

B-Os atendimentos mensais devem ser periodicamente revisados com visita aos necessitados, para considerar-se a continuidade ou suspensão. Como os atendimentos que Deus prepara são para ajudar nas despesas complementando o ganho da família, não se deve atender com a çesta ou a feira, mas sim, com a Guia de Deus.

C-Os atendimentos com roupas também devem ser considerados com a Guia de Deus em comunhão, nesta reunião, e não se atender de qualquer, maneira.

D-As irmãs do Ministério da Obra da Piedade, juntas, devem fazer as visitas, e não somente o irmão diácono com a esposa.

E-Irmãos de ministério não devem pedir e nem exigir dinheiro dos imãos diáconos para fazer atendimento.

F-O Livro de Atas impresso, registrado, deverá ser assinado pelo irmão diácono que presidiu a reunião e também pelos demais presentes. Não há necessidade de outro Livro de Atas ou relatórios pois devem ser utilizados os impressos próprios.

3 - CAIXA DA OBRA DA PIEDADE - VIAGENS MISSIONÁRIAS

As localidades regionais, possuindo saldo elevado em caixa, devem cooperar com as regiões vizinhas que são necessitadas, pois muitas vezes, nestas faltam roupas e calçados e não possuem condições de atender aos necessitados. ­

Não se deve visar somente a aplicação de dinheiro, fazendo inclusive os atendimentos com a renda bancária obtida, mas considerar que o a­tendimento da Obra da Piedade deverá ser com a Guia de Deus.

O dinheiro da Obra da Piedade e Viagens Missionárias não deve ser transferido para outros fins, assim como também a Administração deverá reter os frutos recebidos, mas deve encaminhá-los para os irmãos Diáconos tão logo a coleta seja encerrada. ­

4 - ESCRITURAÇÃO DO MOVIMENTO DA OBRA DA PIEDADE E VIAGENS MISSIONÁRIAS

A escrituração do movimento da Obra da piedade e Viagens Missionárias deverá ser feita na secretaria ou em um outro local adequado da con­gregação, evitando-se levar os documentos para casa. A escrituração poderá ser feita por um irmão diácono, por um irmão da Administração, ou por um irmão fiel que saiba como fazer. O Livro de Registro de Coletas deverá ser preenchido todos os dias após o culto, e rubricado pelos irmãos que apurarem os valores.

5 - CONTRIBUIÇÃO COM MANTIMENTOS

Nas localidades de colheitas de mantimentos, havendo doação, estes devem ser distribuídos nas reuniões, com a Guia de Deus. Havendo possibilidade para venda dos produtos, deve-se aconselhar o irmão doador a vendê-los e fazer a oferta em dinheiro. Nas congregações não deve ter depósito de mantimentos para atendimentos da Obra da Piedade, a fim de não haver murmuração por parte de alguns que querem ser atendidos e não o podem. Em reformas ou construções de congregações a ir­mandade pode cooperar com mantimentos para as refeições dos irmãos que estejam trabalhando.

6 - TESTEMUNHOS COM O OBJETIVO DE ANGARIAR DINHEIRO

Irmãos com ministério e outros sem ministério, não devem viajar para outras localidades com a intenção de congregar para contar testemu­nhos e relatar situações calamitosas da região, apenas para comover a irmandade e obter roupas e dinheiro. A irmandade tem o coração preparado, e ouvindo tais testemunhos, cooperam, mas depois não pos­suem o necessário para cooperar nas coletas da localidade.

7 - CONTRIBUIÇÃO À PREVIDÊNCIA SOCIAL

Os irmãos de ministério assim como também a irmandade, devem contri­buir regularmente para o INSS, quer sejam urbanos ou rurais, a fim de poderem usufruir os beneficios, e no futuro a aposentadoria. Os irmãos que exercem ministério devem trabalhar para exemplo do reba­nho.

MS/VA/DF/GZ

6000
INDIQUE O CCB HINOS PARA NOSSOS IRMÃOS, AMIGOS E TESTEMUNHADOS
   
Seu Nome:
Seu Email:
Pessoa indicada (nome):
Pessoa indicada (email):
Digite uma mensagem para seu amigo:
 
         


Sistema para Imobiliária

*Site não vinculado com a entidade Congregação Cristã no Brasil.

Desenvolvido por KUROLE